Galeria dos Presidentes
A AMLAC

----------------------------------------------


A AMLAC é uma entidade sem fins lucrativos, constituída por número limitado de cadeiras acadêmicas, preenchidas por letrados comprovadamente integrados às letras, artes e ciências, domiciliados nas cidades do eixo geográfico composto por Jundiaí, Louveira, Vinhedo, Valinhos e Campinas. Tem como sede social e jurídica uma sala na Faculdade de Vinhedo. 

Ao todo, são sessenta cadeiras – vinte para cada área. O patrono geral da Academia é o poeta e escritor Thiago de Mello. Cada área tem o seu patrono específico: Letras – o escritor Machado de Assis; Artes – o músico Carlos Gomes; e Ciências – o engenheiro sanitarista Saturnino de Brito.

História

Academia Metropolitana de Letras, Artes e Ciências – também conhecida como AMLAC ou Academia Metropolitana – foi fundada em 7 de setembro de 2005 por um grupo de pessoas interessadas em promover o apreço à literatura, às artes e às ciências e zelar pelo constante desenvolvimento, valorização e preservação histórico-cultural da região.

Os trabalhos realizados pela Academia visam ao desenvolvimento artístico-cultural e histórico da comunidade, sempre colocando em primeiro lugar as pessoas e suas aspirações. Desde a sua fundação, a AMLAC aprimora suas metas em busca de resultados que apresentem uma face de entidade de utilidade pública e realizadora de eventos e ações positivas à cultura da região.

Os objetivos

Promover o apreço à Literatura, às Artes e às Ciências e o desenvolvimento, valorização e preservação histórica e cultural da região.

A constituição

Trabalhando desde o início

A AMLAC é uma entidade jurídica de fins não lucrativos, com duração a prazo indeterminado, constituída por número limitado de cadeiras acadêmicas, preenchidas por intelectuais comprovadamente integrados às Letras, Artes e Ciências, domiciliados nas cidades do eixo geográfico composto por Jundiaí, Louveira, Vinhedo, Valinhos e Campinas, no Estado de São Paulo.

 

Desde o seu início a AMLAC vem reunindo pessoas interessadas em dar continuidade ao espírito empreendedor e cívico que reza o seu juramento. Para que isso aconteça, é necessário o esforço coletivo e individual nos trabalhos que resultam em uma história repleta de grandes feitos. E é nessa história que se calca o sucesso dessa empreitada.